Mesmo nos dias mais quentes,
das noites mais abafadas,
pra mim
é sempre tudo tão frio.
E o frio qual me refiro
não é aquele frio do tempo maluco de Curitiba,
na verdade desse eu até gosto.
Eu falo do frio que vem de mim.
Porém, nós ultimos tempos,
mesmo se o tempo fecha,
quando você está por perto
tudo fica tórrido.
É lindo.
E eu gosto tanto,
como gosto!
Aí você vai embora...
não demora muito e eu sinto frio.
E eu mal posso esperar que você chegue
e encantadoramente
leve o frio que me consome com você.
Assim mesmo,
sem percerber.



Que espécie de paz é essa que traz com você?
E que me invade completamente!
Eu não preciso estar perto pra saber que 'é você'.
E só você.
Ponto.

Um comentário:

allan roni disse...

Vc sempre fica feliz mesmo sozinha, pois tem um silêncio que é paz, e trás uma forte Chuva, e quem vai ficar chorando?