Caminho contra os cacos
Sorrio enquanto sangro
Deslizo sob a sujeira
Rastejo no que não compreendo.
Impulso seguido de arrependido
Futilidade atravessando os olhos
Acompanhada de meu desespero
Abafado, omitido por um dedinho
De felicidade multiplicada.
As palavras me usam.
Lágrimas são linhas
Enquanto o riso apenas cala.
Andei calada, mas durou tão pouco
.

Os dias voltaram a ser linhas.

ps1: Não tenho mais amores, tampouco dores.
ps2: Não tenho mais temores, tampouco cores.

2 comentários:

Fabi disse...

voce escreve como uma poeta.
dá pra sentir tuas palavras.

Juninho disse...

lindo!