Falta de talento ao me aproximar.

Ora, veja lá.
Eu me esforcei pra dizer
“você me faz bem”.
E quando meus vagos olhos
encontraram brilho nos seus,
eu aprendi que o resto fica pra mais tarde.
Agora só não me deixe faltar o que me faz falta.

4 comentários:

Cassiana disse...

sz' amei.,

Iveli disse...

uiiiiiiiiiiiiiii
karlinhaaaaaa
adooooooooooooro seus textos
bjaum
=**

Manuhzinha! disse...

paixão, resume?!

Allan Roni disse...

Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra é bobagem.
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples.
Um dia percebemos que o comum não nos atrai.
Um dia saberemos que ser classificado como o bonzinho não é bom.
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."
Um dia percebemos que somos muito importantes para alguém, mas não damos valor a isso...
Enfim, um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem que ser dito naquele momento.
Não existe hora certa para dizer o que sentimos se quem estiver te ouvindo não te compreender, não te merecer.
Ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras.
Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação!!!
Mario Quntana