Cuco.


Como é bom retornar aquela casa.Mesmo que os tacos da época da minha infância tenham sido substituídos por azulejos,
mesmo que as paredes já tenham sido de tantas outras cores desde aquele tempo,
por mais que os cômodos tenham mudado tanto,
que o número de pessoas que moravam lá tenha diminuído,
e que elas, assim como eu, tenham envelhecido tão depressa, que cada uma tenha uma vida distante agora... é sempre tão bom retornar lá.
Retornar e sentir que o carinho e o velho cuco na parede ainda são os mesmos.

Um comentário:

Rickardo disse...

esse texto me lembra a infancia!

nos dias em que ia a casa da minha avó!

em que sempre via as mesmas coisas.

e não me enjoava dakilo.

era tão bom pra mim.

pena q não mais posso vela ou visita-la pois ela se foi para um lugar bem melhor q aqui..

Vó Te Amo viu!..